Projeto Genoma

Atualização maio/2021
Agora com o resultado do segundo lote de testes que realizamos, o enigma da composição do ovelheiro gaúcho ganhou novos capítulos! O primeiro lote de teste teve o resultado pronto em meados de novembro/2020, e o segundo lote veio em meados de maio/2021 (6 meses de diferença).

As primeira conclusões podem estar erradas e escreverei em breve uma parte 2 deste post, mas quero mante-lo aqui como registro dos nossos estudos.


Depois do post das cores dos ovelheiros, agora é hora de criar o Projeto Genoma, aprofundando no estudo da raça e divulgado esses dados para todos os amantes da raça.

Por enquanto temos apenas 11 resultados que mostram a composição da raça. No estudo o laboratório MyDogDNA não forneceu a composição.

Quanto mais resultados tivermos, maior e melhor ficará o estudo. Por isso convido os amigos para também testarem seus cães e compartilhar os resultados.

Este estudo começou com a Dra(s) médica(s) veterinária(s) Luciana Machado e Marcela Françoso. Podem nos procurar para tirar dúvidas sobre os testes!
Embark Vet, MyDogDNA.

Mas vamos os resultados!

Algumas conclusões, mesmo com poucas amostras, podem ser tiradas:

Primeiro: a origem do Ovelheiro a partir dos Collies e Collies Escoceses esta muito clara e predominante!

Segundo: a presença de genes do Cimarron Uruguayo é muito interessante e tem uma explicação com um ótimo encaixe na história da raça. Sabemos que o ovelheiro se forma nas fazendas e interior do Rio Grande do Sul através de cruzas que visavam a qualidade e a função de trabalho e o Cimarron também tem forte presença nas fazendas. Portanto, em algum ponto muito no passado houve uma cruza, de dois indivíduos que eram excelentes trabalhadores: um Cimarron com ou Ovelheiro ou Collie ou Scotch Collie. Ainda podemos ver este sangue e em linhagens diferentes!

O que é o Supermutt? abaixo a transcrição da definição deste termo tirada do próprio site da Embrak:
Supermutt é um termo usado para indicar uma mistura de outras raças que estão presentes apenas em vestígios (1-5% de ancestralidade), de forma que não podem ser identificados com precisão. Alguns cães descendem de outros cães que também eram mestiços. Esses outros cães podem dar pequenas contribuições à ancestralidade de seu cão, tão pequenas que não são mais reconhecíveis como uma raça em particular.

Atualização 14/05/2021: novos resultados estão bem diferentes, mas animadores!! Novas dúvidas, novas opniões… seguimos estudando mais e em busca de mais testes!

RaçaMÉDIADakotaKodaFantaBiaOzzy
Old Time Scotch Collie *31,8%34,5%30,6%28,9%51,0%14,2%
Collie *32,2%32,9%33,9%31,4%28,1%34,7%
Border Collie3,0%0,0%0,0%0,0%0,0%15,1%
Pastor de Shetland *7,9%7,8%7,1%9,0%6,1%9,3%
Pastor Australiano (Aussie)3,3%7,0%9,3%0,0%0,0%0,0%
Cimarron Uruguaio4,5%5,4%4,1%8,2%0,0%4,7%
Supermutt17,3%12,4%15,0%22,5%14,8%22,0%
* apareceram em todas as amostras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: