Sobre

Gaia

O Ovelheiro Gaúcho!

Read in english

Uma raça genuinamente brasileira de cães de pastoreio, aptos a trabalhar tanto com rebanho de gado como ovelhas. Nascida e com forte presença em fazendas do Rio Grande do Sul – Brasil, sendo famosos e muito utilizados por sua destreza e inteligência no manejo com o gado em campo aberto.

Na região sul do país, diz-se que um peão é contratado em função da matilha de ovelheiros que ele possui, dado o enorme valor que o cão tem no trabalho. É comum eles não serem formalmente treinados para a lida campeira, eles aprendem a rotina da fazenda e fazem o trabalho quase que naturalmente.

Além de inteligentes e hábeis no trabalho rural, são cães muito dóceis, carinhosos, companheiros e muito apegados à família e as crianças. São considerados cães de alerta, pois, fazem muito barulho se estranhos se aproximam da propriedade sem serem convidados, mas dificilmente partem para o ataque. Por seu temperamento doce, se adaptam facilmente a ambientes menores e desenvolvem com excelência a função de companhia. Essa característica faz com que sua presença seja cada vez maior também na vida dos centros urbanos.

Com seu temperamento corajoso, alegre, dócil e fiel, aliado à sua postura elegante, pelagem bonita e exuberante, com certeza é um animal que chama muita atenção por onde passa.

O ovelheiro se desenvolve nos pampas gaúchos juntamente com a chegada de imigrantes europeus. A raça surge naturalmente através do cruzamento de cães nativos do Rio Grande do Sul com: o antigo Scotch Collie, o Cão da Serra Estrela, e, vemos alguns traços do Australian Shepherd. Um erro comum é a confusão com o Border Collie que na verdade não entrou em sua composição, pois eles chegam ao Rio Grande do Sul por volta de 1950, juntamente com importações de ovelhas. Nesta época o Ovelheiro já era bem formado!

Características Físicas:
De pelagem não muito longa e de cores varias, tamanho e estrutura medianos, a raça possui grande resistência, agilidade e rusticidade. A cabeça é triangular e o focinho forte e reto, com proporção 1:1 em relação ao crânio. Mordida em tesoura. As orelhas são de inserção alta e triangulares, podendo ser eretas, semi-eretas ou em botão. Dorso forte e firme com leve elevação no lombo (curto) e a garupa é levemente arredondada. Cauda grossa de inserção alta e pelagem longa na parte inferior. Os membros anteriores são paralelos, firmes, com dígitos fortes… pés de lebre. Os posteriores são bem angulados e com jarretes curtos.

Altura: 55 a 65 cm
Peso: 20 a 35 kg
Expectativa de vida: de 13 a 15 anos

Hoje a raça está classificada no grupo 11 da CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), que abrigam as raças reconhecidas no Brasil mas que ainda buscam seu reconhecimento na FCI.

Em 10/jul/2020 a PL 536/2019, do deputado estadual Luiz Marenco, que institui o Ovelheiro Gaúcho como patrimônio cultural e genético do Rio Grande do Sul foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa (por unanimidade). Projeto segue agora para votação em plenário.

No Dia Mundial do Cão, 26 de agosto de 2020, a Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou por unanimidade o Ovelheiro Gaúcho como patrimônio cultural e genético.

Leitura do projeto pelo Sr. Deputado Luiz Marenco

Votação, aprovada por unanimidade

About Ovelheiro Gaúcho

A genuinely Brazilian breed of herding dogs, able to work with both cattle and sheep. Developed and with a strong presence on farms in Rio Grande do Sul – Brazil, they are famous and widely used for their skill and intelligence in handling cattle in the open field.

In the south of the country, it is said that a pawn is hired due to the pack of Ovelheiros Gaúchos that he owns, given the enormous value that the dog has at work. It is common for them not to be formally trained to work, they learn the routine of the farm and do the work almost naturally.

In addition to being intelligent and skilled in rural work, they are very docile, affectionate, companionable and very attached to their families and children. They are considered alert dogs, because they make a lot of noise if strangers approach the property without being invited, but they hardly go on the attack. Due to their sweet temperament, they adapt easily to smaller environments and develop the company function with excellence. This characteristic makes its presence even greater in urban life.

With his courageous, cheerful, docile and faithful temperament, allied to his elegant posture, beautiful and exuberant coat, he is certainly an animal that draws a lot of attention wherever he goes.

The Ovelheiro develops in the gaúchos pampas together with the arrival of European immigrants. The breed comes naturally through the crossing of natives dogs of Rio Grande do Sul with: the old Scotch Collie, the Serra Estrela Dog, and, we see some traces of the Australian Shepherd. A common mistake is confusion between the Border Collie and the Ovelheiro, which in fact did not enter its composition because they arrived in Rio Grande do Sul around 1950, along with sheep imports. By that time, the Ovelheiro Gaúcho were already well formed!

Physical characteristics:
The coat is not very long and has a variety of different colors, medium size and structure, the breed has great resistance, agility and rusticity. The head is triangular and the muzzle is strong and straight, with a 1: 1 ratio to the skull. Scissor bite. The ears are high set and triangular, and can be erect, semi-erect or bud. Strong and firm back with slight elevation on the loin (short) and the croup is slightly rounded. Thick tail with high insertion and long coat at the bottom. The forelimbs are parallel, firm, with strong digits … hare feet. The hindquarters are well angled and with short hocks.

Height: 55 to 65 cm
Weight: 20 to 35 kg
Life expectancy: 13 to 15 years

Today the breed is classified in group 11 of the CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), which shelters the breeds recognized in Brazil but still seeking their recognition in the FCI.

On World Dog Day, August 26th, 2020, the Constitution and Justice Commission of the Legislative Assembly of Rio Grande do Sul state unanimously approved Ovelheiro Gaúcho as cultural and genetic heritage.

%d blogueiros gostam disto: